meninas - barracaEm quatro anos, Daniela Orozco, viu o número de moradores de rua multiplicar no trajeto até sua escola, em San Fernando, nos Estados Unidos. Por lá, o índice de moradores de rua aumentou 36% de 2015 para 2016, segundo a Agência de Serviços para Sem-Teto de Los Angeles.

Diante desta realidade, ela e os amigos resolveram tomar uma atitude, mas sabiam que não seria doando dinheiro, já que também são de famílias de baixa renda. “Nós queríamos oferecer algo além do dinheiro”, diz Veronica Gonzalez, uma das colegas de classe de Daniela.

dois

Depois de muito pensar, 12 jovens resolveram investir em algo que pudesse proteger os moradores de rua: uma barraca movida à energia solar que, dobrada, se transforma em uma mochila. Sem conhecimento em engenharia, as adolescentes recorreram ao Youtube, ao Google e entre erros e acertos conseguiram concluir o projeto.

No meio do caminho foram recrutadas pela DIY Girls, organização sem fins lucrativos que ensina meninas de comunidades de baixa renda sobre engenharia, matemática e ciência.

barraca 3

A experiência durou um ano e o protótipo recebeu do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) incentivo de US $ 10.000 para que a invenção depois fosse apresentada na EurekaFest. Mas é claro que nem tudo seria tão fácil.

Para seguir de Los Angeles até Boston – local do evento -, a equipe precisava de US $ 15.000. Para tanto mobilizaram outras pessoas e criaram uma campanha no GoFundMe.

O valor arrecado foi suficiente para que todas as integrantes pudessem apresentar o protótipo que possui luzes com botão, duas portas USB, uma entrada micro-USB (confira fotos). Agora elas esperam que a ideia ganhe o mundo e possa ajudar milhares de pessoas que estão nas ruas.

meninas barraca 2

Deixe um comentário