Minha experiência na Assembleia da Juventude da ONU

Por Lara Franciulli

No começo do mês de fevereiro fiz parte da delegação que representou o Brasil na 21ª Assembleia da Juventude da ONU (Youth Assembly, em inglês), que aconteceu na sede da Organização das Nações Unidas em Nova Iorque. O evento contou com a participação de 1.200 jovens transformadores, vindos de 100 países diferentes, todos unidos por ideal comum: fazer do mundo um lugar melhor para se viver.

O fórum teve como pauta os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que fazem parte da Agenda 2030 da ONU. Esses são os principais objetivos que os países membros da organização acreditam ser de extrema importância para a manutenção de um mundo mais sustentável. Dentre eles, estão a erradicação da fome e da pobreza no mundo, saúde e educação de qualidade para todos, igualdade de gênero e mais 13 outros de igual relevância!

Durante os dias de conferência, conhecemos as instalações do prédio da ONU, além de assistirmos a palestras inspiradoras e participarmos de workshops enriquecedores. Pudemos discutir temas delicados e complexos, como as dimensões do tráfico humano, as implicações da urbanização, a situação climática do planeta e suas consequências, estratégias para acabar com a pobreza e a fome no mundo, como alcançar uma educação de qualidade e igualitária, entre outros. Além disso, pudemos aprender como desenvolver nossas ideias e projetos, trilhando nosso caminho em direção à mudança.

As pessoas que conheci foram o elemento mais especial. Mesmo vindo de diferentes partes do globo, pudemos compartilhar um grande sentimento de união, como se fôssemos um só. A troca de experiências nos fez crescer, e cada um tinha o que acrescentar nas conversas e debates que aconteciam. Fiz amizades com pessoas da África do Sul, Libéria, Egito, Itália, Canadá, Inglaterra, Estados Unidos, Áustria e do Brasil, é claro! Nossa delegação era composta por 47 brasileiros e transbordou alegria e animação, conquistando a todos! Ganhou um lugar reservado no meu coração.

Uma sensação que nunca vou esquecer foi quando entrei na sala da Assembleia Geral da ONU. Pude ver e sentir a grandiosidade daquele lugar que, ao mesmo tempo que me mostrou como sou pequena, me deu forças para acreditar em meus ideais e ser a mudança que quero ver no mundo!

Deixe um comentário