Arte: Daniela Nóbrega

Arte: Daniela Nóbrega

Informação hoje em dia é o que não falta. Difícil é saber quais delas são relevantes para nós e, ainda mais importante, quais são confiáveis e verdadeiras. Pensando nisso, a equipe da Força Meninas compila periodicamente o que há de mais essencial e importante para você que tem como missão fortalecer uma menina. São notícias, artigos, vídeos e demais conteúdos sobre elas ou sobre assuntos que tangenciam o seu mundo. Tudo para que vocês possam tomar decisões informadas e qualificadas e ela possa trilhar o caminho que escolher.

Confira a seleção da última quinzena (05/05 a 18/05):


SOCIEDADE

O essencial da quinzena (05/05 a 18/05)

13 Reasons Why ajudou pais e adolescentes a dialogarem, mostra estudo

Pesquisa de Universidade Americana apontou que 58% dos espectadores adolescentes afirmaram que se sentiram mais confortáveis para conversar com seus pais sobre temas difíceis. A pesquisa apontou ainda que os jovens brasileiros têm menos acesso a serviços de saúde mental. Leia aqui.

 

A jovem que passou a vida vestida como o filho que os pais queriam ter

“Eu quero ser uma garota na minha família, mas não tenho escolha. Tenho que ajudar meu pai idoso, minha mãe está fraca e somos cinco irmãs”, diz a afegã Sitara Wafadar, de 18 anos, que há mais de uma década é obrigada a se disfarçar de menino para poder trabalhar fora de casa “de forma segura” e exercer outras atividades normalmente desempenhadas por homens – e proibidas para mulheres no país.

Sitara vive sob a tradição conhecida como “Bacha Posh” – que significa garota “vestida como menino”. Por razões sociais e econômicas, ela foi forçada pelos pais a ser o “filho” que eles nunca tiveram. Leia a história completa aqui.

 

MENINAS QUE FAZEM A DIFERENÇA

 

Menina de 11 anos descobre fóssil de mais de 400 milhões de anos

A menina Ryleigh Taylor estava pescando com a família no lago Tennessee, nos Estados Unidos, mas em vez de peixes, acabou encontrando outra coisa: um fóssil completo de um trilobite, com 475 milhões de anos. Leia aqui.

O essencial da quinzena (05/05 a 18/05)

Menina que falou que seu cabelo não é peruca agora faz sucesso com músicas criticando o racismo

Em 2016, a menina carioca Elis, na época com quatro anos, ganhou fama na internet após fazer um vídeo dizendo que seu cabelo crespo não era peruca e que ela era preta com orgulho. Agora, ela continua denunciando o racismo, mas por meio da música.

Elis agora é Elis MC, e já tem mais de 9 mil inscritos em seu canal e seu clipe Vem Dançar com Elis já conta com mais de 240 mil visualizações. Nos versos do funk, ela diz: “Eu já tô cansada dessa ideia de racismo/ Eu não tô de mimimi, fale o que quiser, nem ligo/ Meu cabelo não é duro/ Ele é crespo e muito lindo”. Leia aqui.

 

Adolescente cria projeto para reduzir devolução de cachorros adotados

Aiden Horwitz, uma garota americana de Austin, no Texas, nos Estados Unidos, criou um site para reduzir as devoluções de cachorros adotados a seus abrigos. O site Dog Do or Dog Don’t traz um questionário que permite aos adotantes saber se realmente têm condições de cuidar de um animal. Entenda melhor aqui.

Deixe um comentário