fm-04-05

Informação hoje em dia é o que não falta. Difícil é saber quais delas são relevantes para nós e, ainda mais importante, quais são confiáveis e verdadeiras. Pensando nisso, a equipe da Força Meninas compila periodicamente o que há de mais essencial e importante para você que tem como missão fortalecer uma menina. São notícias, artigos, vídeos e demais conteúdos sobre elas ou sobre assuntos que tangenciam o seu mundo. Tudo para que vocês possam tomar decisões informadas e qualificadas e ela possa trilhar o caminho que escolher.

Confira a seleção da última quinzena (21/04 a 04/05):


SOCIEDADE

A mudança que fez a princesa Charlotte entrar para a história

Mesmo antes de Kate Middleton dar à luz ao terceiro filgo, um fato estava confirmado: a Princesa Charlotte continuaria sendo a quarta na linha de sucessão independentemente do gênero do novo integrante da Família Real britânica. Com isso, a pequena integrante da realeza entrou para a história. Entenda o porquê aqui.

 

Os benefícios de ter amigos que são diferentes de você

Amigos nos ajudam a entender nosso lugar no mundo, e pesquisas mostram que amizades fortes estão associadas a uma redução da ansiedade. Mas será que manter relações apenas com quem é muito parecido com a gente não pode ser prejudicial em certo sentido? Confira o artigo de  Miles Hewstone, diretor do Centro de Estudos para Conflitos Intergrupos da Universidade de Oxford aqui.

Seleção feminina de futebol é Heptacampeã da Copa América

As meninas venceram a Colômbia por 3×0, garantiram o Heptacampeonato e ainda asseguraram uma vaga nas Olimpíadas de Tóquio. Saiba mais aqui.


MENINAS QUE FAZEM A DIFERENÇA

Menina de 14 anos ganha prêmio por descobrir como tornar o frango menos cancerígeno

Lauren Hodge, da Pensilvânia, nos Estados Unidos, propôs uma solução simples e eficaz aos 14 anos de idade: marinar o frango antes de grelhá-lo para ajudar a diminuir as características que estariam associadas ao aumento no desenvolvimento de câncer. Leia a história completa aqui.

 

Claudette Colvin, a pouco lembrada menina de 15 anos que ousou desafiar a segregação racial dos EUA

A americana Rosa Parks ficou conhecida como a mulher que desafiou as leis segregacionistas dos anos 1950 ao recusar-se a ceder seu assento de ônibus a uma pessoa branca. Mas ela não foi a primeira a se rebelar. Nove meses antes, em março de 1955, uma menina de 15 anos chamada Claudette Colvin fez exatamente o mesmo, na mesma cidade – Montgomery, Alabama. Colvin, hoje com 78 anos, não costuma contar sua história, mas decidiu se abrir à BBC. Leia aqui.

 

Estudante brasileira faz vaquinha para participar de curso da Nasa nos EUA

A estudante de ensino médio, Amanda Silva, recebeu no fim do ano passado o prêmio “Cassini – Cientista por um dia” por um artigo científico enviado para a NASA. Agora, ela foi selecionada para participar de um curso em Huston, nos EUA, que vai essencialmente colocá-la na rotina de um astronauta da agência espacial norte-americana. Só que a família de Amanda não tem o dinheiro necessário para mandar a garota para lá. Dessa forma, ela resolveu começar uma campanha de financiamento coletinho no Vakinha. Leia aqui e saiba como ajudar.

 

Deixe um comentário