Dia das Mães: Patrícia Santos uma menina que acreditava em igualdade, uma mulher que criou uma empresa para transformar o mundo

patricia2

Patricia Santos é mãe de 4 filhos, ativista e fundadora da EmpregueAfro, a primeira consultoria dedicada a promover inclusão no mercado de trabalho de profissionais afrodescendentes.

[Força Meninas] Como a menina que você foi influenciou a mulher, mãe e empreendedora que você se tornou? O que a menina Patricia sonhava que a mulher tornou realidade?

A menina que eu fui foi muita solta, aventureira, e recebeu muito amor. Eu acredito que todo esse amor me fez essa mulher mãe e empreendedora que eu sou. Minha mãe sempre trabalhou muito e por isso fui criada pela minha avó uma mulher forte sempre com muito amor.  Eu queria ser médica, queria fazer diagnósticos, encontrar as pessoas e de alguma forma o que sonhei tornou-se realidade não com a medicina e sim com que faço hoje com as empresas e as pessoas.

 Na minha empresa encontro profissionais negros que estão frustados, chateados e juntos encontramos um caminho, com o serviço terapia de carreira em parceria com a minha amiga Maite Lourenço tratamos de forma profunda as necessidades e quando a pessoa encontra uma recolocação ela sente-se curada.

Com as empresas que procuram profissionais negros nós direcionamos e ajudamos a encontrar um caminho para que sejam contratados mais negros. Para mim, a cura para a doença mais pesada da nossa sociedade hoje que é o “racismo” acontece aos poucos em doses homeopáticas

[Força Meninas] Como um trabalho voluntário tornou-se a EmpregueAfro um negócio inovador e com um papel social tão forte? 

Comecei o EmpregueAfro como um trabalho voluntário e projeto social, pois eu tinha um emprego e aspirava chegar a diretora de recursos humanos de uma grande empresa. Eu ministrava palestras, ensinava como se comportar em entrevistas e dinâmicas de grupo apenas para estudantes negros e as empresas começaram a me chamar para fazer recrutamento e seleção. Começaram a pedir horas de consultoria e após 7 anos atuando como um projeto social, eu decidi me dedicar como uma empresa. Um empresa social com um papel transformador de mudança da sociedade brasileira.

[Força Meninas]  Mães desempenham um papel muito importante como modelo e inspiração para suas filhas. Você acredita que a sua relação com a sua mãe a ajudou a desenvolver seu potencial?

A relação com a minha me ajudou muito a desenvolver meu potencial. Eu lembro das conversas que tive com minha mãe, meu pai e irmãos na mesa de jantar, Me recordo que muitas vezes meu pai me desencorajava  a seguir com meu sonho de ser médica e minha mãe sempre com muito respeito me dizia que eu poderia ser quem quisesse.  Minha mãe sempre foi muito dedicada, ela era técnica em contabilidade, ajudou a pagar os meus estudos e direcionou a minha busca por uma profissão relevante. Workaholic a figura dela sempre forte e guerreira me inspiram demais.  Minha mãe é 90% da minha inspiração, ela sempre me deu força para participar do mundo corporativo e me mostrou a importância da independência da mulher.

[Força Meninas] Patricia Santos é mãe de 4 filhos e empreendedora?  Como a maternidade ressignificou a sua com o trabalho?

Ser mãe de 4 filhos e empreendedora é um desafio enorme, administrar a rotina da empresa e das crianças é uma loucura. A maternidade ressignificou o meu trabalho trazendo competências que antes eu não dava tanta importância como organização e disciplina, porque amor e dedicação eu sempre tive. Amo muito o que eu faço e a maternidade contribui para que eu trabalhe de forma mais centrada, porque as crianças também precisam de tempo e dedicação é só com muita disciplina isso é possível.

[Força Meninas] Patricia Santos mãe, filha e mulher são a mesma pessoa. Com certeza, não é fácil desempenhar todos estes papéis. Como estas relações te ajudam a fazer escolhas no seu dia a dia e te motivam a ser uma líder? 

Não é fácil responder a todos esses papéis de com qualidade, por isso me cobro muito. Mas sou muito intensa e apaixonada em tudo que faço e sempre tento equilibrar esses papéis e fazer escolhas no dia a dia que me motivem e não me tirem do foco da missão de mudar o mundo.

Três coisas nesses papéis me motivam a ser uma líder, são elas: como a mãe a ser firme e forte, como filha aprendi a respeitar, me dedicar e isso me fez mulher e como líder eu aponto os caminhos que devem ser seguidos e gosto de desenvolver pessoas e que elas podem muito mais do que elas imaginam. Essas três patrícia que habitam em mim me fazem uma líder forte, decidida e desenvolvedora.

 [Força Meninas]Qual o papel da família na motivação de uma menina e depois de uma mulher na construção de seu futuro?

O papel da família na motivação de uma menina é de incentivo, é mostrar que é possível,  que podemos superar o machismo, porque não é fácil ser menina na nossa sociedade. Todos esses fatores se amplificam quando uma menina é negra e o papel da família é essencial para que essa menina sinta-se amada e acredite que é possível.

[Força Meninas] Quais são o maiores desejos da Patricia Santos mãe para o futuro da sua menina? 

Como mãe da minha menininha que faz um ano e cinco meses no Dia das Mães, eu desejo que ela seja desbravadora, pioneira, que  encontre uma profissão que ela se apaixone, se dedique e que a realize. Eu incentivo muito o desenvolvimento dela e tenho certeza de que ela pode exercer um papel de protagonismo e destaque na nossa sociedade.

[Força Meninas] Você acredita que o desenvolvimento de meninas hoje pode contribuir para a construção de um futuro mais igualitário para todas as mulheres? Como você constrói esse futuro no seu dia a dia ?

Eu acredito piamente que o desenvolvimento de meninas hoje é  essencial para um desenvolvimento igualitário para todas as mulheres. Termos que ter força suficiente para superar o machismo desde a infância, pensar em um futuro promissor sobretudo direcionado a carreira ajudará a sociedade a ter uma base mais forte, porque nós mulheres geramos vida, o fruto da continuidade de uma sociedade e se não tivermos uma base forte e consistente não conseguiremos construir uma sociedade mais igualitária.

Patricia Santos agradecemos imensamento o seu carinho e incentivo nesse dia tão especial! 

Conheça mais sobre o trabalho dela em:

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *