Captura de Tela 2020-04-18 às 17.54.20

18 de abril é o Dia Nacional do Livro Infantil e nós escolhemos três autoras brasileiras incríveis e seus livros que apoiam a criação de meninas confiantes.

Na Força Meninas, acreditamos que livros são uma ótima forma de ampliar a consciência de nossas meninas. A seguir, compartilhamos autoras brasileiras que trazem em suas obras aprendizados e palavras para apoiar a nossa missão criar meninas confiantes para mudar o mundo e chegarem onde desejarem. Conheça mais sobre elas e suas obras que selecionamos com muito carinho:

Janaina Tokitaka

Janaína Tokitaka nasceu em 1986. É bacharel em artes visuais pela Universidade de São Paulo e começou sua carreira como escritora quando publicou seu primeiro álbum ilustrado, Tem um monstro no meu jardim (Escrita Fina, 2010). Desde então, publicou quarenta outras obras para o público infantojuvenil. 

Princesas Guerreiras

Em Princesas Guerreiras a autora reconta histórias de várias partes do mundo e mostra que, em diferentes culturas, a mulher toma as rédeas de sua vida sem submissões, mostrando força, coragem, autonomia, e escolhendo seus próprios caminhos. Oyá, Jingu, Mãe do Ouro, Brunhilde, Artemis, Yennenga… Mulheres que nos mostram que a força que realmente nos define é a que move nossas decisões.   Compre na Amazon

“Eugênia e Os Robôs”

A protagonista tem 11 anos e é apaixonada por mecânica e elétrica – seu quarto mais parece um cenário de filme de ficção científica do que um refúgio tradicional de uma pré-adolescente. Ela considera os seres humanos muito complexos e, se sentindo sozinha, decide criar seus próprios amigos. Sim, robôs. O livro mostra que a ciência é, sim, coisa de menina, e também aborda a questão dos complicados relacionamentos interpessoais que surgem nessa época da vida.

Compre na Amazon

kiusam de oliveiraKiusam de Oliveira  é professora, mestre em Psicologia e doutora em Educação, atuando em formação de educadores. Canta, dança e conta histórias. Medita como suas ancestrais africanas, mantendo a ancestralidade como parte indissociável de suas criações. Ela se ama: ama o tom escuro de sua pele, seus cabelos crespos, seu penteado black power, seu nariz de bolinha e seus olhos de jabuticaba. Ama sua inteligência e luta para que todas as crianças negras se amem. Como escritora, seu legado se inscreve em livros que fortalecem as identidades de crianças, jovens e adultos negros

Omo-Oba: Histórias de Princesas é um livro que  reconta mitos africanos, muito divulgados nas comunidades de tradição ketu, pouco conhecidos pelo público em geral e que reforçam os diferentes modos de ser femininos. Os seis mitos apresentados têm o objetivo de fortalecer a personalidade de meninas de todos os tempos. Compre na Amazon

O Mundo no Black Power de Tayó

Tayó é uma menina negra que tem orgulho do cabelo crespo com penteado black power, enfeitando-o das mais diversas formas. A autora apresenta uma personagem cheia de autoestima, capaz de enfrentar as agressões dos colegas de classe, que dizem que seu cabelo é “ruim”. Mas como pode ser ruim um cabelo “fofo, lindo e cheiroso”? “Vocês estão com dor de cotovelo porque não podem carregar o mundo nos cabelos”, responde a garota para os colegas. Com essa narrativa, a autora transforma o enorme cabelo crespo de Tayó numa metáfora para a riqueza cultural de um povo e para a riqueza da imaginação de uma menina sadia.

Compre na Amazon

adriana falcãoAdriana Falcão nasceu em 12 de fevereiro de 1960, no Rio de Janeiro. Durante o início da juventude, foi morar em Recife, onde estudou Arquitetura. De volta ao Rio nos anos 1990, iniciou seus trabalhos como roteirista de cinema e televisão, participando de grandes projetos na TV aberta. Estreou na literatura com A Máquina, lançado em 1999, e publicou seu primeiro livro infantojuvenil em 2001, com o título Mania de Explicação. A obra venceu o Prêmio Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil no ano seguinte. Participou da primeira edição da Flip em 2003.

La Dentro Tem Coisa 

No aniversário de onze anos da menina, seus pais resolvem lhe dar um presente mais do que especial: ela poderia sair de casa sozinha, pela primeira vez, para onde quisesse, desde que fosse perto de casa. O lugar escolhido foi a livraria, cujo caminho já tinha feito com os pais cerca de duas mil oitocentos e dezessete vezes desde que era um bebê. Um caminho relativamente fácil. Só tinha que dar vinte e três passos, chegar à esquina, atravessar a rua, passar o prédio verde alto, a loja de tecidos, uma casa velha caindo aos pedaços, e aí pronto, chegava. Mas, ao longo desse percurso, a menina tem que enfrentar o medo, conhecer a coragem, descobrir sentimentos como a ansiedade, a expectativa e a insegurança.

Compre na Amazon

A Gaiola 

Uma menina e um passarinho. Ambos, com desejos de serem amados, se encontram, e a partir desse momento fica difícil enxergar a vida pelo ponto de vista de cada um. Mas, se lugar de passarinho é no céu e lugar de menina é na terra, existe algo que está prendendo o coração dos dois.

Compre na Amazon

Gostou das dicas? Leu algum dos livros para sua menina, compartilhe com a gente! :)`

Deixe um comentário